Imagens para Pensar!

Imagens para Pensar!

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Edu Porto é FINALISTA!

Acabou de acabar!

A primeira semifinal do programa "Qual é o Seu Talento?" do SBT.
Foram nove candidatos, os que recebiam 4 verdes ficavam para decidir no final a única vaga da noite.
Um grupo de dança, que encenou navegações, levou logo dois verdes, antes disso, um jovem talento cantor, errou na escolha e ficou pelo caminho, assim como outro grupo de dança, que majestosamente, encenou e homenageou a Grécia antiga, porém eles levaram dois vermelhos, uma acrobacia fantástica dentro de um quadrado de ferro no ar, também levou os 4 verdes, outro a levar os 4 verdes foi Edu Porto, um cantor, que cantou uma música black-norte-americana, com muita qualidade.


O momento de maior emoção foi mesmo, a apresentação de Mariana, uma cantora mirin, que fez Miranda desabar em choro, levando 3 verdes e um vermelho de Thomas, isso porque ela havia feito uma escolha errada da música, e havia derrapado em algumas notas. Ainda houveram apresentações, de um adestrador, e um humorista, interpretando uma música internacional com significados 'distorcidos'.

Ficaram para a decisão final, Edu Porto, grupo de dança, e a malabarista Jhenifer, numa decisão conjunta, tiveram sua decisão anunciada pelo ótimo André Vasco.

A semana que vem mais semi-finais no "Qual é o Seu Talento?", e apenas uma vaga, lembrando de que o finalista ja ganha uma moto 0km.

"Qual é o Seu Talento?", Todas as Quartas-Feiras, no SBT, as 20:15hrs.

Sessão TIRINHAS!

RecadosAnimados.com

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Peso na Balança!

O jogo entre Fluminense e Palmeiras ontem no Maracanã foi o estopim para os palmeirenses,quando se trata de arbitragem, veja abaixo os prognósticos de alguns erros a favor e contra o palmeiras no campeonato brasileiro 2009, feito pelo site LANCENET!:



"Faltando quatro rodadas para o fim do Campeonato Brasileiro, o LANCENET! analisou partida por partida disputada até agora pelo Alviverde, e os erros contra e a favor praticamente se equivalem: cinco contra o Verdão e quatro pró Palmeiras. Confira o levantamento:



8 de novembro - Fluminense 1x0 Palmeiras(contra)
O árbitro Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS) anulou um gol legítimo do palmeirense Obina aos 29 minutos do primeiro tempo, quando a partida ainda estava 0 a 0.


1º de novembro - Palmeiras 2x2 Corinthians(a favor)
Heber Roberto Lopes (Fifa-PR) aliviou para Danilo, do Verdão, que deveria ter sido expulso após entrada violenta no atacante Jorge Henrique, na primeira etapa. O jogo estava 1 a 0 para o Alvinegro - o Verdão já estava com um jogador a menos, Marcos havia sido expulso - e o zagueiro empatou em 1 a 1 no segundo tempo.


5 de setembro - Palmeiras 2x1 Barueri(a favor)
Na partida de reestreia de Vagner Love, o confronto seguia 1 a 0 para o Alviverde. Obina se jogou na área do Barueri e Cleber Wellington Abade (SP) assinalou pênalti. Love converteu. O Abelha ainda diminuiria a diferença no placar no segundo tempo.


19 de agosto - Coritiba 1x0 Palmeiras(contra)
O pênalti que originou o gol da vitória do Coxa foi muito contestado pelos palmeirenses. Marcão e Thiago Gentil se enroscaram na área, nos acréscimos, e Pericles Bassols Cortez (RJ) colocou a bola na cal. Marcelinho Paraíba converteu.




22 de julho - Goiás 2x1 Palmeiras(contra)
Novamente um pênalti assinalado a favor do adversário foi motivo de protesto do Verdão, que estava em vantagem no marcador. Júlio César invadiu a área do Serra Dourada e, em disputa de bola com Wendel, a penalidade foi marcada por Evandro Rogério Roman (PR). Léo Lima vazou Marcos, que ainda assistiria a gol de Bruno Meneghel para os esmeraldinos.


20 de junho - Atlético-PR 2x2 Palmeiras(contra)
O duelo estava 1 a 1, no segundo tempo e, de novo, Obina teve um gol mal anulado pela arbitragem. Em posição legal, o camisa 28 do Verdão marcou de bicicleta depois de um chutão da zaga alviverde. O assistente Guilherme Camilo (MG) levantou a bandeira, mesmo havendo três atleticanos que deixavam o atacante em posição legal, e o também mineiro Alício Pena Junior invalidou o lance.

14 de junho - Palmeiras 3x1 Cruzeiro(a favor)
O Palmeiras vencia a partida por 2 a 1, e o zagueiro Marcão cabeceou no travessão a bola, que quicou em cima da linha. O assistente Altemir Hausmann (Fifa-RS) correu para o meio de campo e o árbitro Leandro Vuanden (Fifa-RS) aprovou a decisão.


7 de junho - Palmeiras 2x1 Vitória(a favor)
No primeiro tempo, Robert abriria o placar para os baianos, de cabeça, mas nem a auxiliar Márcia Caetano (RO) e nem o árbitro Heber Roberto Lopes viram a bola ultrapassar a linha do gol defendido pelo goleiro Marcos.




24 de maio - Palmeiras 0x0 São Paulo(contra)
O Choque-Rei encaminhava-se para o fim. Diego Souza invadiu a área são-paulina e foi derrubado por Miranda. Rodrigo Braghetto, que liderava o trio de arbitragem, mandou a jogada seguir e o clássico terminou sem gol."

 Total: 5(contra) x 4(a favor)

Sem esquecer de dois penaltis não marcados contra atual 'líder' São Paulo nos dois ultimos jogos que venceu por 1 a 0 e empatou em 1 a 1.

O texto foi retirado do site: http://www.lancenet.com.br/




Sessão TIRINHAS!






! ! Recados de Divertidos atualizados você encontra aqui ! !



Envie um cartão legal você também

domingo, 8 de novembro de 2009

Sessão Viver Pra Valer!

Como explicar o AMOR


Autor: Desconhecido


Contam que, uma vez, se reuniram os sentimentos e qualidades dos homens em um lugar da terra.


Quando o ABORRECIMENTO havia reclamado pela terceira vez, a LOUCURA, como sempre tão louca, lhes propôs:


- Vamos brincar de esconde-esconde?


A INTRIGA levantou a sobrancelha intrigada e a CURIOSIDADE, sem poder conter-se, perguntou: Esconde-esconde? Como é isso?


- É um jogo, explicou a LOUCURA, em que eu fecho os olhos e começo a contar de um a um milhão enquanto vocês se escondem, e quando eu tiver terminado de contar, o primeiro de vocês que eu encontrar ocupará meu lugar para continuar o jogo. O ENTUSIASMO dançou seguido pela EUFORIA.


A ALEGRIA deu tantos saltos que acabou convencendo a DÚVIDA e até mesmo a APATIA, que nunca se interessava por nada.


Mas nem todos quiseram participar.


A VERDADE preferiu não esconder-se, para quê? Se no final todos a encontravam?


A SOBERBA opinou que era um jogo muito tonto (no fundo o que a incomodava era que a ideia não tivesse sido dela) e a COVARDIA preferiu não arriscar-se.


- Um, dois, três, quatro... - começou a contar a LOUCURA.


A primeira a esconder-se foi a PRESSA, que como sempre caiu atrás da primeira pedra do caminho.


A FÉ subiu ao céu e a INVEJA se escondeu atrás da sombra do TRIUNFO, que com seu próprio esforço, tinha conseguido subir na copa da árvore mais alta.


A GENEROSIDADE quase não consegue esconder-se, pois cada local que encontrava lhe parecia maravilhoso para algum de seus amigos - se era um lago cristalino, ideal para a BELEZA; se era a copa de uma árvore, perfeito para a TIMIDEZ; se era o voo de uma borboleta, o melhor para a VOLÚPIA; se era uma rajada de vento, magnífico para a LIBERDADE. E assim, acabou escondendo-se em um raio de sol.


O EGOÍSMO, ao contrário, encontrou um local muito bom desde o início. Ventilado, cómodo, mas apenas para ele.


A MENTIRA escondeu-se no fundo do oceano (mentira, na realidade, escondeu-se atrás do arco-íris), e a PAIXÃO e o DESEJO, no centro dos vulcões.


O ESQUECIMENTO, não recordo-me onde escondeu-se, mas isso não é o mais importante.


Quando a LOUCURA estava lá pelo 999.999, o AMOR ainda não havia encontrado um local para esconder-se, pois todos já estavam ocupados, até que encontrou um roseiral e, carinhosamente, decidiu esconder-se entre suas flores.


- Um milhão - contou a LOUCURA, e começou a busca.


A primeira a aparecer foi a PRESSA, apenas a três passos de uma pedra. Depois, escutou-se a FÉ discutindo com Deus no céu sobre zoologia.


Sentiu-se vibrar a PAIXÃO e o DESEJO nos vulcões.


Em um descuido encontrou a INVEJA, e claro, pode deduzir onde estava o TRIUNFO.


O EGOÍSMO, não teve nem que procurá-lo. Ele sozinho saiu disparado de seu esconderijo, que na verdade era um ninho de vespas.


De tanto caminhar, a LOUCURA sentiu sede, e ao aproximar-se de um lago descobriu a BELEZA.


A DÚVIDA foi mais fácil ainda, pois a encontrou sentada sobre uma cerca sem decidir de que lado esconder-se.


E assim foi encontrando a todos.


O TALENTO entre a erva fresca; a ANGÚSTIA em uma cova escura;

a MENTIRA atrás do arco-íris (mentira, estava no fundo do oceano);


e até o ESQUECIMENTO, a quem já havia esquecido que estava brincando de esconde-esconde.


Apenas o AMOR não aparecia em nenhum local.


A LOUCURA procurou atrás de cada árvore, em baixo de cada rocha do planeta, e em cima das montanhas.


Quando estava a ponto de dar-se por vencida, encontrou um roseiral.


Pegou uma forquilha e começou a mover os ramos, quando no mesmo instante, escutou-se um doloroso grito.


Os espinhos tinham ferido o AMOR nos olhos.


A LOUCURA não sabia o que fazer para desculpar-se chorou, rezou, implorou, pediu perdão e até prometeu ser seu guia.


Desde então, desde que pela primeira vez se brincou de esconde-esconde na terra: O AMOR é cego e a LOUCURA sempre o acompanha.

Sessão TIRINHAS!




Clique e confira tudo sobre Divertidos
Esta e outras figuras você vê clicando aqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...